sexta-feira, 25 de abril de 2014

O arte de fuder com a minha vida - Vida de pós

Hola amigos, ¿cómo están?

Não galeree, não baixou um Exu espanhol em minha pessoa, é que hoje mais cedo perdida no SoundCloud cai nas graças de Maria Rosa Garcia Garcia ou mais conhecida como Niña Pastori, uma cantora espanhola de flamenco. Já contei que sou apaixonada por flamenco?




Bem longe dos flamencos estava eu na prova de Análise Econômico-Financeira da minha pós-graduação MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria da Fundação Getúlio Vargas, ontem, aquele cão do inferno.
Primeiro eu estudo muito, muito mesmo. Meu pai sempre me falava quando eu era pequena "estuda bastante para poder ter o que não pudemos te dar" e isto entrou muito bem na minha cachola. Tanto é que na segunda-feira após o final de semana de aula eu já estava com o livro na cabeceira da minha cama, lendo a cada noite algumas páginas e marcando os itens mais importantes com marca texto e afins. Vira um carnaval meus livros.
Acontece que fazer um prospecto de uma empresa com apenas três dias de aula (apesar de ser muito puxados os temas) esta de uma formiga para um elefante. O buraco é muito mais embaixo, vocês não tem noção! É preciso anos de estudos, análises, pratica, mais estudos, mais análises, mais praticas e tudo isso ainda elevado ao cubo. Resumindo, tava foda.
Na graduação eu fazia análise apenas olhando os índices de liquidez, endividamento, margem, giro de capital e era feliz e não sabia. Eu gostava de análise mas justamente porque não a conhecia profundamente, depois, que ódio irremediável peguei desta matéria (que é uma das opções de segmento da contabilidade, assim como também de quem se forma em economia).
Depois de quebrar a cabeça com o livro, fui quebrar a cabeça com uma análise da empresa L.A.S.A. ou mais conhecida como Lojas Americanas S.A. onde tínhamos que entregar até o dia da prova para um trabalho a parte. Ai depois de tudo isso ainda, voltei para os exercícios de cálculos porque já não lembrava de porra nenhuma de cabeça. As fórmulas, seus significados, em que diabos de situação o ROE fica maior que o ROA? E como isto acontece? Qual a relação entre o o CXEQCX com o fluxo de caixa da atividade operacional e o CDG?


mimimimimi

É claro que eu fiz toda prova e já não lembrava mais o que era Economic Value Added (EVA), sua história e o que representa porque era tantas páginas para ler que não deu tempo de fazer uma revisão da revisão, marquei lá que a opção de que é para verificar alguma coisa com relação ao capital próprio investido (ou algo parecido) e acho que errei esta merdinha!
Mas em compensação, os cálculos fiz todos com absoluta certeza (palmas para mim) e não teve CO, CF, CDG, NCG, T, ROE, ROA que eu não soubesse apurar, valeu professor por não sabotar tanto a nossa vida, UHUL!
No fim, a cada aula eu sempre repito que vou estudar mais da próxima vez (minha rotina já é ler quase toda noite e impreterivelmente todo final de semana, além de encontros de estudos com minhas colegas), dai , sinceramente não sei aonde mais posso encaixar estudos! Ou que vou tentar otimizar melhor o meu tempo entre trabalho, estudos da pós, estudos necessários para trabalho, horas extras impreterivelmente necessárias no trabalho e no meio disto tudo família ( que sempre me pergunta porque estou carrancuda) e um namorado que graças ao bom deus também é fodido na falta de tempo então não me cobra tanto porque ele sempre esta correndo de um lado para outro também.
Gente, minha vida esta uma loucura e quer que eu tenha uma cara feliz todo o dia? Não rola! É pressão, estresse, falta de tempo para fazer tudo que preciso e jesus como desejo que o dia tivesse 30 horas! Eu sou feliz com minhas escolhas mas internamente, entendeu.

E lembrando que eu estava querendo encaixar um curso de inglês nesta minha falta de tempo.
Postar um comentário