sexta-feira, 21 de julho de 2017

Netflix e uma vida entre séries, atividade física, vinhos e amigos

Desaparecer é uma palavra forte, entretanto é o que aconteceu comigo e meu pequeno mundinho na web. Tantas coisas boas e tantas outras chatas aconteceram que, pensar em escrever foi uma das últimas opções da minha lista. Mas desta vez não vou enchê-los de desculpas, apenas de coisas legais que vale a pena ser compartilhadas como, por exemplo, está água com gás!




Ouço neste exato momento o novo CD da Lana Del Rey que foi lançado hoje, dia 21 de julho de 2017, caso você esteja lendo do futuro, ou do passado 👀. Uma delícia de som, para quem gosta de Índie vintage.

Bom, a novidade é que vou postar aqui para vocês as resenhas que fiz para a Immagine por quase um ano sobre alguns livros xodós, outros nem tanto. Tudo bem que quem deseja ler é só clicar na aba no MENU mas, quem dita as regras aqui soy yo então, contentem-se.

Irei compartilhar com vocês - e bem atrasadas - as dicas de lugares para visitar do roteiro que fiz no início do ano e que dá uns par de posts (me senti do interiorrr). E isto só esta acontecendo porque estou saindo de viagem novamente e ainda nem postei para o mundo os lugares, comes e bebes que merecem uma visita da última pernada. Se minha memória me ajudar a listar todos, um mero detalhe 😊
Ah, e as peripécias de uma pessoa que caiu de paraquedas em um novo esporte? Terá sim senhor!

Mas e o que dizer da Netflix, humanos. Resisti friamente e para ser mais exata até 20 dias atrás. A rainha da **** toda, a Sky, fez uma abençoada atualização em seus canais e ali foi o princípio do declínio do seu reinado em minha vida. Perdi meus agendamentos de super estreias de filmes, minhas séries não gravaram mais - sorte que meu Grey's Anatomy já tinha finalizado a temporada -, os documentários de climb ficaram todos furados... Olha, uma perdição. Era eu e meu digníssimo mais perdidos que ~insira aqui uma piada batida ~. 

Foi quando em uma noite de sábado, curtindo uma cerveja com nosso tomateiro predileto, sua Aleluia e a mais nova integrante da família que veio a propaganda gratuita da Netflix. Confesso que o ponta pé inicial foi o fato de House of Cards - suaa série original - que instigou o meu cadastro. Não deu outra, sou parte da geração Netflix e sinto minha noites sendo sugadas pelo vício de assistir uma série completa em apenas um dia.

Agora entendo, todos vocês, que assinaram este sistema streaming de filmes e séries antes de mim. Minha vida agora se resume a dividir meu tempo em Netflix, atividade física, cerveja/vinho e amigos.

terça-feira, 30 de maio de 2017

[Antes dos 30] COISAS QUE SÓ ACONTECEM AOS 30



• Na infância, você achava que aos 30 ia estar meio velha, mas poderosa. A verdade é que você continua meio jovem e provavelmente meio fodida.

• Você trabalha como nunca e recebe como sempre.

• Um conhecido falando sobre você: “Nossa, 30? Não parece!”. Sua avó falando de você: “Nossa, aos 30 eu já tinha quatro filhos”.

• A maior alegria de quem sai da casa dos pais é fazer bagunça à vontade. O passar dos anos traz uma vontade súbita de deixar o ambiente habitável, bem decorado e até limpo (!). Se você já deixou de comprar algo que junta muita poeira, #significa.

• Aos 20, um cara é interessante quando é atraente; aos 30, um cara é atraente quando é interessante.

• Na mesma lógica do cara, aos 20, você considera seu corpo saudável quando ele está bonito. Aos 30, você ama seu corpo porque ele é saudável.

• É bem humilhante programar ressaca com antecedência, mas não resta muita escolha quando o corpo pede arrego. Aos 30, dor de cabeça chega enquanto ainda temos um copo na mão.

• Misteriosamente, a prática de atividade física regular te deixa contente em vez de causar mal humor. Se bobear, ainda rola um sorrisinho de alívio em pleno exercício!

• Inclusive, depois de três décadas seu corpo deixa de ser um estranho e passa a ser um velho conhecido: você já sabe o que pode ou não comer, como chegar ao melhor orgasmo, quantas horas precisa dormir e – nossa, finalmente! – a cor de base que não te deixa com cara de boneca de argila.

• Algumas prioridades mudam. Receber uma mensagem “Eu te amo” é muito bom, mas você já leu uma “Transação aceita” em fim de mês?

• Você repassa mentalmente todos os relacionamentos anteriores e conclui que foi trouxa esse tempo todo, mas agora se transformou em gênia (pelo menos até a próxima decepção).

• Os 30 podem ser tão estranhos a ponto de você começar a estudar por lazer. Tipo, lembra quando você chorava de ódio da escola, do cursinho, da faculdade? Saudades.

• Engana-se quem pensa que a maioridade chega aos 18. A família só para de opinar sobre suas escolhas aos 30, como se você recebesse um Certificado de Maturidade™ junto com o aniversário.

• Quando aquele lance de viajar com mochila e se hospedar em camping deixa de ser aventura e vira tortura, anota aí: você está se transformando nos seus pais. :)

•  Já te ocorreu pagar previdência privada ou pesquisar investimentos seguros? Calma, não pensa muito nisso que o rosto enruga mais.

• Seus sonhos de consumo passam a envolver eletrodomésticos? Agora, o combo robô aspirador de pó + cafeteira italiana é MUITO MELHOR do que bolsa + sapatos importados? Os 30 vieram pra ficar.

• O montante de importância que você dá para a opinião alheia agora é parecido com o montante de dinheiro na sua poupança (isso mesmo, zero!)  👀

• Você se torna menos careta do que quando tinha 20 e poucos.

• Se dá conta de que os 30 são os melhores anos da vida.

• Passa a aproveitar a vida como se houvesse, sim, amanhã, mas um amanhã sempre melhor.

Créditos: Milena Galli

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Trem bala



Hoje tenho algo muito especial para passar a todos vocês que tiram um tempo da sua vida para vir até aqui.
Não é sobre ter todas as pessoas do mundo pra si, é sobre saber que em algum lugar alguém zela por ti. É sobre cantar e poder escutar mais do que a própria voz. É sobre dançar na chuva de vida que cai sobre nós.
É saber se sentir infinito num universo tão vasto e bonito. É saber sonhar e então, fazer valer a pena cada verso daquele poema sobre acreditar. Não é sobre chegar no topo do mundo e saber que venceu, é sobre escalar e sentir que o caminho te fortaleceu, é sobre ser abrigo e também ter morada em outros corações e assim ter amigos contigo em todas as situações.
A gente não pode ter tudo, qual seria a graça do mundo se fosse assim? Por isso, eu prefiro sorrisos e os presentes que a vida trouxe pra perto de mim. Não é sobre tudo que o seu dinheiro é capaz de comprar e sim sobre cada momento, sorriso a se compartilhar. Também não é sobre correr contra o tempo pra ter sempre mais, porque quando menos se espera a vida já ficou pra trás.
Segura teu filho no colo, sorria e abraça seus pais enquanto estão aqui que a vida é trem-bala, parceiro, e a gente é só passageiro prestes a partir.

É sobre descobrir coisas lindas onde menos se espera e se deparar com canções como esta que nos enche de esperança e confiança. É saber que abrir a mente nos faz evoluir e nunca mais nos permitir regredir.

Um beijo especial a Ana Vilela que entoa Trem bala no meu coração e, agora espero que no de vocês também  :D


quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

[Antes dos 30] Se você me ouvir agora



Para 2017 eu desejo muitas coisas, anseio por outras mil e quero chegar ao fim de doze meses com o sentimento de que as coisas deram certo. Jogando logo na cara, 2016 foi um ano estranho. Muitas coisas mudaram, novas se iniciaram e outras finalizaram. Foi engraçado para não escrever bizarro.
Mas nada disto importa agora, temos um novo ciclo para viver intensamente. Vamos ser feliz?
Eu estou muito empolgada com este ano, confesso. 

"Deixe as desculpas de lado
Fale alto a sua opinião
Não deixe escapar
Você nem sempre tem razão".

Mas vamos pular para a parte boa? O que vocês querem para este ano? Que sonhos querem alcançar? Que lugar novo querem conhecer? Eu quero muitas coisas que mal cabe em mim esta euforia e particularmente sinto que este ano será mais amor.
Aconteceram tantas coisas ruins em 2016 que ansiamos por dias melhores:
  • Por mais pessoas simpáticas e sorridentes.
  • Mais educação no transito em vez de palavrões e buzinas ofensivas;
  • Por mais condutores conscientes em parar na faixa do pedestre;
  • Desejo um mundo de mulheres mais empoderadas;
  • De igualdade entre todos nós;
  • Por direitos sendo respeitados;
  • Amor, mais amor; e
  • Amizades verdadeiras.

Que nada seja adquirido pelos meios errados e sim, que todas as conquistas sejam através do trabalho e empenho. E ser gratos. Desaprendemos a ser gratos por nossas conquistas, da pequena a grande. Em que caminho da vida nos perdemos para banalizarmos tanto o nosso dia a dia ao ponto de esquecermos de reverenciar as coisas boas que nos acontecem? 

É só uma divagação aleatória ...

Completei ano passado 27 anos e por mais ridículo que soe isto, algo acontece conosco. Você pode pensar "é mais um ano na contagem", "você não dormiu e amanheceu uma pessoa diferente". Sim, eu sei. Mesmo assim, os anos se passarem faz algo mudar, e o que é? Ainda não sei te responder. Quem sabe nos anos que se seguir eu saiba expressar melhor este sentimento. Ou talvez esta frequente reafirmação que algo muda drasticamente quando estamos perto de completar mais uma década nos faz sentir diferente. É assim com 10, 20 e agora a um passo dos 30.

Nada mudou, ora talvez tudo mudou.


Deixo para vocês Hear me now de Alok e uma boa caminhada (de vida) para vocês em 2017.


Me Ouça Agora

Se você me ouvir agora
Sei que você vai ficar mais forte
Quando você ficar mais velho
Só não encolher os ombros
Quando você ficar mais velho

As coisas não são fáceis
Então, basta acreditar em mim agora
Se você não manter a calma agora
Você nunca fará um barulho

Todas as luzes irá guiar o caminho
Se você me ouvir agora
Todos os seus medos irão desaparecer
Se você me ouvir agora

Se você me ouvir agora

Deixe as desculpas de lado
Fale alto a sua opinião
Não deixe escapar
Você nem sempre tem razão

As coisas não são fáceis
Então, basta acreditar em mim agora
Não se aprende na marra
Apenas me deixe te mostrar como

Todas as luzes irá guiar o caminho
Se você me ouvir agora
Todos os seus medos irão desaparecer
Se você me ouvir agora
Se você me ouvir agora