sexta-feira, 31 de maio de 2013

Tatuagem!

Nossa, amo essa palavra. E você? 
Se tem uma coisa que mais amo nessa vida é o meu corpo e a arte que faço nele. Todas, absolutamente todas as tattoos que tenham foram de impulso. Todas elas foram feitas em momentos de grande reviravoltas em minha vida.
Me arrependo de alguma? Não, com certeza a resposta é 'não'.
Elas denotam uma excentricidade em mim que me mantêm viva. Única.

Estou a caminho de finalmente terminar uma que comecei a dois anos, tempo né. Primeiro foi a dor que não me fez voltar logo de cara. Para quem me conhece sou um saco de osso e, nossa (pra mim) como doí tattoo  que pega na pele logo acima de um osso. Só de lembrar arrepio. 
Depois foi a questão de grana, né. Agora, nada me impede  =]

E pra quem vai terminar uma já tem na cabeça outra. De praxe.
É viciante.
Acreditem!

Quando finalmente as fizer, posto uma foto aqui.
Bom final de semana !

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Você sabia ...



Depois de umas delongas, noites de leitura, sono perdido e um final de semana mórbido... Eis que tenho alguns trechos de livros. Desta vez é especialmente do Feliz Por Nada.
Primeiro não vou escrever o autor porque há muitos indivíduos que são preconceituosas sem nem conhecer o trabalho da bendita pessoa. E como sou uma pessoa sem muita paciência para isso primeiro os trechos, depois o autor =]
Gostaria de deixar registrado que ultimamente a leitura para mim tem sido um grande refúgio. As vezes você não sente que todas as pessoas ao seu redor são chatas e irritantes, ou, sempre querem algo de você sem dar nada em troca? E não estou falando de bens materiais e afins. Estou falando de amizade verdadeira, ações com o intuito de deixar o outro feliz e só. Pois é, sinto falta especialmente de uma pessoa hoje. É uma grande amiga.
Não havia tempo ruim, lágrimas e decepções que a outra não pudesse amenizar. Sinto falta disso, muito. Desse colo fiel e verdadeiro. Das tardes a fio comendo chocolate e falando mal das nossas paixões e o quanto elas não nos dão valor. De ouvir as nossas promessas de mudanças, de términos, de futuro.
Se eu fosse escrever tudo que prometi a ela nas questões do amor e todas as que não cumpri por ser coração molenga, daria grandes histórias.
Enfim, grande amiga, eu te amo. Amo. Você faz falta a mim mais do qualquer amor hétero já me fez sentir.



"Dentro de um abraço é sempre quente, é sempre seguro. Dentro de um abraço não se ouve o tic-tac dos relógios e, se faltar luz, tanto melhor. Tudo o que você pensa e sofre, dentro de um abraço se dissolve".

"Preciso mesmo de um relacionamento amoroso?Como aproveitar de forma mais inteligente e criativa o meu tempo livre? Odeio meu trabalho: e agora?"

"Hoje o casamento já não é a ambição número 1 de muitos adolescentes e, um disso se deve à descrença de que o matrimônio seja uma via para a felicidade. Se fosse, por que tanta gente se separaria?"

"Conceder-se a liberdade de ir e vir, atendendo suas necessidades e vontades próprias, mas sem dispensar a magia de viver um grande amor."

"Independência não é sinônimo de solidão. É sinônimo de honestidade: estou onde quero, com quem quero, porque quero."

Martha Medeiros

sábado, 25 de maio de 2013

um sábado qualquer



Foi em um sábado qualquer que percebi que a sua ausência não é sentida com dor e tristeza. Um sábado daqueles cinzentos de ora sol, ora nuvens, que sentada na varanda me dei conta o quanto sou completa e só.
Por muito tempo mantinha um ritmo em minha vida onde tudo era você. Os convites de meus amigos eu não dava respostas exatas, deixava no ar um “talvez”, “vamos ver”, “te ligo mais tarde qualquer coisa”, apenas porque eu esperava mentalmente com os dedos cruzados o teu chamado, aquele SMS, um “oi” nos conversadores instantâneos nos 45 minutos do segundo tempo da sexta-feira, a ligação às 20 horas da noite.
Completamente boba, agia de todas as formas possíveis das quais nunca gostei e aprovei nos relacionamentos alheios.
Sinceramente não sei se o meu erro foi sem mais nem menos me entregar sentimentalmente. Nunca gostei de jogos na conquista e talvez por isso eu vá muito direto ao ponto “gosto de ti e ponto final”, algum problema? E lá estava eu, trancafiando uma dor oculta no sorriso do meu rosto de todos os finais de semana. Foram meses difíceis.
Enfim, o tempo cura tudo certo? Certo! O tempo me ensinou assim como ensina todas nós, velhas teimosas, que o nosso amor deve ser completamente entregue a nós mesmos, para depois ser dividido com outro alguém.
Parei com as tolices de adolescente: esperar ligações, SMS ou chamados. Comecei a sair sem me preocupar em olhar o celular a cada 15 em 15 minutos só para ter certeza de que me procurara. Eu comecei a rir porque eu tinha vontade de sorrir. A vida começou a fluir em minhas artérias e você já não me tirava o sono ou o prazer de me divertir.
Eu estava sendo o meu EU, o verídico, a teimosa, a orgulhosa.
 Dormia sem nenhum remorso de ser sábado à noite e pelo fato de eu estar em casa. Fazia meu chimarrão aos domingos e sentava a sombra das árvores sem me preocupar em dar voltinhas na cidade para ver “gente”. Comecei a adormecer com livros em minhas mãos e a não acordar mais com o toque de SMS recebido.
O sentimento por ti ainda era o mesmo, porém, a minha postura era outra. Não comecei a usar jogos de conquista e ainda falava olhando nos seus olhos que “sim, gosto de você”. Talvez a minha sinceridade e o meu sem mais nem menos de entrega sentimental é que te pegou. Vai entender.
E hoje, neste sábado qualquer, percebi que o meu tédio natural de não fazer nada é o mesmo de quando estou com ou sem você. Nada muda, nada é ou deixa de ser especial com ou sem você. Sempre fui muito independente e com você ao meu lado perdi esta independência da qual hoje... Percebi que a tenho de volta.
O sentimento por ti ainda é o mesmo, eu juro. Só consolidei o estilo de vida amorosa que sempre procurei ter: eu posso sim viver sem você, apenas não quero isso.
V.S.R.

Serve como uma luva




Arrume a cama, o cabelo, o emprego, os estudos e depois – se der tempo entre um seriado ou outro – arrume um amor.
Hugo Rodrigues


Créditos desta postagem completamente Hugo Rodrigues. Nada a acrescentar... 

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Faz sentido



Eu não espero que você seja o-grande-amor-da-minha-vida, parei de acreditar nisso na quinta série quando a moça que trabalhava na biblioteca do meu colégio me disse que estava se separando do marido dela. Meus pais estão juntos até hoje, mas a gente sabe bem como vão as coisas ali. A moça da biblioteca chorou. Não quero que você me faça chorar. Não quero que você seja um motivo ruim na minha vida. Você é motivo de sorrisos, razão pra eu acordar num dia de chuva e tomar banho e mudar de roupa porque eu sei que você vai passar aqui, vai trazer algo congelado pra gente ver ser aquecido no forno e comer enquanto falamos bobagens. Não quero te odiar. Não quero falar mal de você pros outros. Pras minhas amigas. Quero falar mal de você como quem ama. Pois é, Amanda, ele nunca lembra de desligar o celular antes de dormir e sempre alguém do trabalho liga. Sabe, eu quero dizer isso. Que o máximo de irritação que você me provoca é me acordar de manhã cedo falando bobagens que parecem ser importantes no celular. Não quero que você me largue. Não quero te largar. Não quero ter motivos pra ir embora, pra te deixar falando sozinho, pra bater o telefone na sua cara. E eu não tenho medo que isso aconteça (eu nunca tenho), eu fiz isso com todos os outros. É só que dessa vez eu queria muito que fosse diferente. Dessa vez, com você, eu queria que desse certo. Que eu não te largasse no altar. Que eu não te visse com outra. Que eu não tivesse raiva. Que você não passasse a comer de boca aberta. Que você entendesse o meu problema com chãos de banheiro molhados pra sempre. Que você gostasse e cuidasse de mim como ontem à noite você cuidou. Eu quero que dê certo, não estraga, por favor. Não estraga não estraga não estraga. Posso pôr um post-it na sua carteira? Mesmo que a gente não fique juntos pra sempre. Mesmo que acabe semana que vem. Nunca destrua o meu carinho por você. Nunca esfrie o calorzinho que aparece dentro de mim quando você liga, sorri ou aparece no olho mágico da minha porta. Mesmo que você apareça na porta de outras mulheres depois de me deixar. Me deixe um dia, se quiser. Mas me deixe te amando. É só o que eu peço.
T.Bernardes

sábado, 18 de maio de 2013

Música do Dia Yeeah


Hoje é sábado e eu estou aqui, trabalhando. Yeeeeeeeeh! (de sábado eu não trabalho mas, a coisa esta tão apurada que tive que fazer um esforço)Mas, nem por isso sem empolgação. Certo?
Então ai vai uma música que ouvi no VH1, clipe cool, música de quem tem o rei na barriga, o que não deixa de ser fofa.Para quem nunca ouviu o som dela e não também nunca a viu nem mais prata ou dourada, vai um info. Aproveita e adquire uma Sky, muito bom para descobrir sons novos =]

Marina Lambrini Diamandis2 (em gregoΜαρίνα-Λαμπρινή Διαμάντη, nascida em 10 de Outubro de 1985), mais conhecida pelo seu nome artístico Marina and the Diamonds (às vezes estilizado como Marina & the Diamonds), é uma cantora e compositora galesa  
Seu nome artístico, "Marina and the Diamonds", consiste na tradução de seu sobrenome, que significa "Diamonds", em grego. Embora às vezes "Os Diamantes" sejam erroneamente referidos como sua banda de fundo, o nome, de fato, refere-se aos fãs de Diamandis: ela explica isso em sua página do MySpace, dizendo: "Eu sou Marina. Vocês são os diamantes".






Primadonna 

Garota "primadonna", yeah
Tudo o que eu sempre quis era o mundo
Não posso evitar precisar de tudo
A vida de "primadonna", a ascensão e a queda

Você diz que eu sou meio difícil
Mas é sempre culpa de outra pessoa
Tenho você em minhas mãos, querido
Você pode contar com o meu mal comportamento

Garota "primadonna"
Você faria qualquer coisa por mim?
Compraria um grande anel de diamante para mim?
Ficaria de joelhos por mim?
Faça aquela pergunta agora mesmo, baby

Beldade do cinema
Vivendo a vida como se eu estivesse em um sonho
Sei que tenho um grande ego
Realmente não sei por que é um problema, porém

E isso é triste ao extremo, extremo, extremo
Tudo é um fardo, fardo, fardo
Quando você dá eu quero mais, mais, mais
Eu quero ser adorada

Porque eu sou uma garota "primadonna", yeah
Tudo o que eu sempre quis era o mundo
Não posso evitar precisar de tudo
A vida de "primadonna", a ascensão e a queda

Você diz que eu sou meio difícil
Mas é sempre culpa de outra pessoa
Tenho você em minhas mãos, querido
Você pode contar com o meu mal comportamento

Garota "primadonna"
Preencha o vácuo com celuloide
Tire uma foto, estou com os meninos
Consigo o que quero porque peço
Não porque eu seja realmente merecedora

Estou vivendo a vida como se estivesse em uma peça
Sob os holofotes eu quero ficar
Sei que tenho um grande ego
Realmente não sei por que é um problema, porém

Subindo, descendo, descendo, descendo
Tudo pela coroa, coroa, coroa
Quando as luzes estão apagando, apagando, apagando
Eu giro ao redor

Porque eu sou uma garota "primadonna", yeah
Tudo o que eu sempre quis era o mundo
Não posso evitar precisar de tudo
A vida de "primadonna", a ascensão e a queda

Você diz que eu sou meio difícil
Mas é sempre culpa de outra pessoa
Tenho você em minhas mãos, querido
Você pode contar com o meu mal comportamento

Garota "primadonna"
Tudo o que eu sempre quis era o mundo
Não posso evitar precisar de tudo
A vida de "primadonna", a ascensão e a queda

Você diz que eu sou meio difícil
Mas é sempre culpa de outra pessoa
Tenho você em minhas mãos, querido
Você pode contar com o meu mal comportamento

Garota "primadonna"

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Meme [ocupando o tempo e espaço]

Zanzando na net vi este meme e como achei ele marrom e tal, resolvi fazer.
Então esse é o meme do negrito. Da lista abaixo, apenas as coisas que estão em negrito são verdadeiras para mim. As outras não. Ou seja, leia apenas os negritos.

001. quando eu era mais novo tomei algumas decisões erradas
002. eu tenho assistido muita tv ultimamente
003. eu adoro cogumelos
004. eu adoro dormir (dias chuvosos e nublados então, não resisto)
005. eu tenho muitos livros (ñão são tantos assim mas já chega na casa dos 20)
06. eu já dormi no banheiro uma vez (pois é, uma fase "fujam para as montanhas" muito louca que tive. Passou já)
007. eu adoro jogar video game (guitar hero in love)
008. eu adoro maconha
009. eu não só adoro, mas também fumo
010. eu sei a programação completa dos canais de desenho animado
11. eu gosto de tubarões e rio muito naqueles filmes ridículos
012. eu gosto de aranhas, eu as acho sensacionais, especialmente aquelas com cores vibrantes na parte de trás
13. eu nasci sem cabelo e ainda não tenho
14. eu gosto do Lula
015. eu sou legal (verdade! Apenas parem de julgar as pessoas sem nem ao menos conhecer elas direito, poxa!)
016. eu mudei muito mentalmente nesses últimos anos (tipó, da água para o vinho)
017. eu tenho uma jacuzzi e um porsche
018. eu tenho muito o que aprender (na minha área profissional, muuuuito)
019. eu carrego minha faca para qualquer lugar que eu vá
020. eu posso ser bem esperto… quando eu quero 
021. eu nunca quebrei o osso de alguém (e nenhum meu)
022. eu tenho um segredo
023. eu odeio chuva
025. punk rock é o melhor
026. eu odeio bill gates
027. eu adoro comida japonesa (ta i um gosto novo adquirido)
028. eu odiaria ser famoso(a) (verdade, essa coisa de muita gente cuidando o que faço, néééém)
029. eu não sou uma pessoa que gosta da manhã
030. eu uso óculos (até andando de moto – o que fica MUITO estranho)
031. eu não uso óculos, com exceção dos escuros
032. eu tenho potencial (nada de jogar flores em mim mas, eu sou uma pessoa de fácil aprendizagem e talz)
033. eu sou um japonês genuíno
034. minhas pernas tem tamanhos diferentes
035. eu tenho um irmão gêmeo
036. eu já usei chinelos rider mas eu odeio chinelo (tirando a parte do odeio chinelo. Raider era o melhor)
037. eu posso escrever um rascunho sobre absolutamente nada
038. eu sou canhoto
039. eu odeio capivaras
040. eu não gosto de filmes de terror
041. eu odeio futebol
042. as pessoas me odeiam normalmente (devo ter uma cara não muito receptiva mas, gente eu SOU!)
043. eu gosto de música pop
044. eu dificilmente vou para a cama antes da meia-noite
045. eu odeio vagas de estacionamento
046. eu sei de cor o hino nacional 
047.eu sei mais de uma língua 
048. eu passo horas na frente do computador
049. na maioria das vezes quero jogar meu computador pela janela
050. eu moro numa casa
051. eu não gosto de chocolate
052. eu gostaria de ser mais original
053. eu minto (quem nunca?)
054. não dou para piadas de duplo sentido
055. eu quero conquistar o mundo
056. eu imagino como seria a vida pós-morte 
057. eu já li todos os livros do Harry Potter 
058. eu não sou popular (e acho isso uma tremenda qualidade)
059. eu adoro fazer exercícios (adoro mas, me falta tempo)
060. eu odeio química demais 
061. eu adoro escrever (na verdade, amo!)
062. eu gosto de mudanças na minha vida ( GOSTO que as coisas desenrolem rápido, novas coisas, lugares, pessoas, oportunidades. Sonho = mudar de cidade)
063. eu odeio ir para a escola
065. eu odeio lavar louça 
066. meu cabelo é longo, escuro e incrivelmente enrolado
067. meu pé é feio
068. eu uso aparelho nos dentes
069. eu gosto de dormir no chão
070. eu sou “sem noção” na cozinha
071. eu chupava meu dedão quando era criança
072. eu deveria estar fazendo outra coisa ao invés disso (tipo , traballhando... hihi)
073. estou sempre “on line” na net
074. eu odeio o governo
075. eu não tenho namorada(o)
076. eu sou bonzinho, até demais
077. eu adoro ler, quando tenho tempo (geralmente sempre a noite e finais de semana)
078. eu não acredito nos jornais
079. eu gosto de debates
080. eu vivo num trailer
081. eu limpo meu quarto uma vez por mês (um pouco mais que isso tá gente)
082. eu não curto restaurante tipo “fast-food”
083. eu tenho o “terceiro-olho”
084. eu adoro moçambique
085. eu não acredito em nenhuma religião
086. eu costumava brincar com barbies só porque as meninas brincavam
087. eu queria ser um super herói quando criança
088. eu gosto de ouvir o barulho do vento
089. eu sou muito desorganizado(a)
090. meu cabelo é comprido e preto (preto não. Castanho escuro)
091. eu ganho muito muito vento
092. eu não gosto de comida apimentada
093. eu tenho um diário
094. eu não sei andar com as mãos no chão
095. eu posso ser bem preguiçoso(a)
096. eu sou sarcástico
097. eu acho que meu cabelo às vezes irrita
098. eu posso ser sensível 
099. eu gosto de ser anormal
100. eu tenho um olho mais escuro que o outro

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Leitura

Estou com vários livros para ler, andei comprando mais que meu ritmo de leitura. Normal.
Entre um livro e outro você se depara com frases e parágrafos inteiros que de alguma forma te incomoda. Um chute no teu estômago, outros te faz repensar. Enfim.

Resolvi marcar estas frases, afinal o livro é meu e faço com ele o que eu quiser. Depois quando tiver uma quantidade relativamente boa vou postar de forma aleatória. 

Tudo para ocupar meu tempo e minha mente.