quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Atualiza o Play!

Olarrrr pessoas,

Mas que tal atualizar a playlist com músicas nuevas? Eu já contei sobre o Play Música do Google? Para vocês apaixonados no Spotify, conto a triste notícia, o Play Música é melhor. Sim. Chorem, reclamem e digam que estou errada. Entretanto, não estou. HA-HA.

Vamos algumas músicas que esta me embalando nestes últimos tempos?
























Seguinte, eu tenho uma playlist "Misturinhas e novidades legais" no Play Música e ela é constantemente atualizada e esta bem eclética. Tem pop, indie, R&B entre outras coisas. Quando dá aquela enjoada na música (de tanto ouvir) vou excluindo e, em compensação incluindo novos sons.

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Uma pasta cheia de descobertas para 2018

Reparou o quanto nossos gostos mudam conforme vamos ficando mais velhos, ou melhor, alguns vão ficando mais enraizados e imutáveis e outros mais eclética? Por exemplo, lugares com som onde eu não consigo nem conversar eu só vou com a intenção de dar atenção a banda; por que razão insistem em colocar som "ambiente" que impede as pessoas conversarem?
Ou é som ambiente ou é um show ao vivo. 
Cozinhar. Sempre odiei cozinhar e agora cozinhar é uma baita diversão; até pasta no Pinterest dedicada a este assunto tenho. São receitas fáceis e em teoria gostosas também, dicas de como plantar ervas como por exemplo, manjericão, salsa, coentro, orégano - adoro ervas ❤.


E chás 😄


Vinhos



E cozinhar vegetais? A velha receita joga tudo na água e ferve? Se liga 👍



Quando a gente percebe esta focando mais na gente como ser humano, procurando melhorar como pessoa nas palavras e atitudes do que em crescer patrimonialmente falando. Quem quer chegar aos 30 dependendo dos pais? Este era o meu pesadelo pessoal. Não sei explicar bem este sentimento de ~ cobrança ~ enfim, ranzinza, eu sou.
É claro que este sentimento de cortar o cordão umbilical sempre permanece de alguma forma e também, não tem como se tornar independente sem fazer qualquer relação com dinheiro. Entretanto,  a partir de um momento não tão especifico de nossas vidas este detalhe deixa de ser a prioridade e o bom estar é foco.


Não guarde nada para uma ocasião especial. Ocasião especial é cada dia em que se vive.



terça-feira, 12 de dezembro de 2017

[Eu Indico] Morro de São Paulo

Hello, it's me. I was wondering if after all these years you'd like to meet, to go over everything.

Sim pessoas lindas, maravilhosas que não desistiram de mim - ou não, quer dizer, SIM, muitos desistiram!
Eis aqui o prometido, o não tanto aclamado post "Indico Lugares". Aquele que descrevo de forma sucinta o que vale a pela, o que não valeu tanto a pena de um local do qual conheci. Desbravadora ein, ein, ein?

Nem tanto meus caros. Tudo não passa de uma boa organização financeira que, tudo dá.

O destino foi nada mais, nada menos que Morro de São Paulo. Que lugar, meus caros amigos. Q u e   l u g a r ! Muito sol, praia, piscina, drinks, cabeça virada mundo para lua e risadas. E sabem por quê? Viagem das mulheres. Quer mais um motivo se isto já é o ingrediente principal de uma baita aventura?

Onde?



Morro de São Paulo fica na Ilha de Tinharé e faz parte do município de Cairu, na maravilhosa Bahia. Falando neste Estado lindo que me acolheu a tantos anos, vocês sabiam que ele foi eleito o melhor destino turístico para os habitantes de São Paulo? Bahia arrasa mesmo! 
Eu já viajei para Alagoas, Ceará, Sergipe, Pernambuco e Rio Grande do Norte; todas viagens incríveis mas nenhuma superou as belezas do litoral e do interior (Chapada Diamantina, por exemplo) da Bahia.
Esta região pertence a Costa do Dendê, que compreende os municípios de  ValençaIgrapiúnaCairuCamamuTaperoáNilo PeçanhaItuberá e Maraú. 
Obs.: Arraial d'Ajuda pertence a Costa do Descobrimento.


Quando?

Cuidar o calendário para visitar Morro é sempre uma boa decisão, rsrs. Pois os períodos de chuva são bem definidos e dependendo da sua disponibilidade de viagem você pega, justamente, o período de maior incidência de chuvas! E ai meus caros digam adeus aos passeios de barco, visitação no bar flutuante e por aí vai. Ficará refém de curtir o hotel e olhe lá a vila a noite para jantar.
Minha trupe curtiu Morro entre os dias 31/07 a 04/08. A incidência de chuvas segundo o Clima Tempo era baixa, entretanto, um dia específico estava 50%-50% para chuva mas, como temos a bunda virada para a Lua, foi pisar em Morro que só deu sol. Muito sol! 
#sorte acompanhado #tempobom


Como?


Nós preferimos pegar estrada de carro. São 904 km da cidade que resido até Guaibim (Distrito de Valença), onde fizemos uma pernoite - já que pegamos a estrada um dia antes do início da nossa estadia - antes de realizar a travessia para Morro de São Paulo. 
Pernoitar em Guaibim, que fica a 18 km de Valença, é bem melhor que ficar na própria Valença. Valença é mais caro, uma cidade me perdoem que não ajuda muito o turista. Estacionamento para deixar o carro em Valença então, nem se fala! Na média de R$40,00 a 65,00 reais por dia.
Já Guaibim tem um clima mais tranquilo, estilo bem cidade pequena. Pousadas aconchegantes, camaradas e várias de frente para o mar - acordar com esta visão? Sem comentários.
Outro detalhe show é que a 11 km de Guaibim fica o Atracadouro Bom Jardim, uma das formas de fazer a travessia para Morro, a outra é por Valência porém é mais demorado e caro. No Atracadouro Bom Jardim você tem duas opções, R$10,00 para ir de catamarã (30-40 minutos) e R$18,00 para ir de lancha (10 minutos). Nós, aventureiras que somos era pressa em curtir mesmo pegamos a lancha e além de ser rápido mesmo, foi uma baita diversão.
Ah, para quem for de carro (como nós), no próprio Atracadouro tem estacionamento (opção coberto ou não). Pagamos R$15,00 a diária na área coberta. Super tranquilo, não tive qualquer problema com meu possante guardado lá. No TripAdvisor muitos viajantes indicam este estacionamento por ser mais barato, seguro tanto quanto os de Valença, além da travessia por ali ser mais rápida.

Diversão
Morro é encantador! Ao pisar na ilha você já sente o clima simplão do local. Salto alto pode aposentar por estas bandas, é tanto sobe e desce gurias que não tem pé que aguente. Como eu já sou do #timeSimples não levei qualquer calçado de salto, afinal já são alguns anos de litoral baiano e já estou ligada no estilo dos locais turísticos. Rasteirinhas, tênis confortável, sapatilhas é o que reina.
De hotel/pousada tem para todos os gostos e bolsos (que é o mais importante, rs). Nós decidimos ficar no Patachocas por oferecer tudo o que almejávamos para nossa trip: conforto, comodidade, praia privada e diversão para criançada. Sim! Tínhamos uma pequena viajante no grupo e ter a estrutura do Patachocas a nosso favor para gastar as energias da pimpolha ajudou e muito! Por isto indico demais este hotel tanto para casais quanto para viagem em família. Durante todo o dia tutores chamam as criançadas para brincar assim como os adultos, rsrs, e tudo vira diversão. A gastronomia e o café da manhã são um show a parte.


Passeios também tem para todos os gostos. Como tínhamos uma pequenina no grupo, abortamos a ideia de passeios a barco. Não queríamos contar com a sorte dela não passar mal. Em vez disso optamos por um passeio 4x4 para conhecer duas praias: do Encanto e Garapuá.
Saímos pela manhã e retornamos umas 16 horas. Almoçamos em um restaurante localizado na praia Encanto, super simples mas com um atendimento show; a todo momento esta passando alguém secando a mesa e perguntando se esta tudo OK, um verdadeiro atendimento mesmo. Nada de ficar caçando o garçom e fazendo malhação no braço tentado chamar a atenção dele.
O prato optamos por lagosta e, neste quesito não estava super gostosa :(
Não que eu tenha um paladar refinado (kkkkk) mas minha primeira experiência com este sabor foi em Porto de Galinhas (do qual estou devendo um post com dicas) e foi    e x  p l e n d i d o. Era um prato pensando no sabor como um todo. No restaurante na praia do Encanto, percebi que ela não estava bem limpa e não tinha um tempero marcante, o que fez a gente "carca" no limão para dar um UP.

Outra dica  i m p e r d i v e l  e que deve ter passagem obrigatória é assistir ao por do sol na Toca do Morcego. Eles cobram uma entrada de R$10-20,00 reais devido a muitas pessoas irem até o local só para ver este show da natureza, indo embora após o término. Mas o ambiente é bem descontraído e ao ar livre. Vale muito a visita.
Passear pela vila também é outro atrativo. Com subidas e descidas bem acentuadas, ter uma sapatilha e/ou tênis com o solado bem é importante, caso contrário rapidinho você cai de bunda no chão (rs). Com restaurantes, bares e lojas de artesanato o que não falta são opções. Mas, se tiver afim de jantar ao som do mar bem pertinho, tem os inúmeros restaurantes a beira-mar ou, como chamam também, pé na areia. Os valores dos pratos com algum tipo de fruto do mar eram em sua grande maioria mais de R$100,00 reais, entretanto eram porções bem generosas. Em alguns até indicaram pegar a porção para duas pessoas pois servia muito bem. Dito e feito, sempre pedíamos algum petisco e o prato principal (para duas pessoas) e saíamos super satisfeitas - eramos três mulheres e uma criança.

As fotos deste post são do meu Instagram. Segue lá :)