quinta-feira, 29 de maio de 2014

Vida de Pós - os colegas que encontramos por ai


Se tem algo que eu não suporto é gente preguiçosa, aquele velho tipo que chega por último e quer pegar a janela.
Quando você esta buscando crescimento profissional e para isso investe grana em cursos, palestras, graduação, pós-graduação, livros e tudo relacionado a isso; o mínimo, o mínimo do minimo do minimo é você se esforçar para não ser o pior, ou você começa algo para ser o último? Acho que não né.
Eu, particularmente não gosto de passar raspando, quase perdendo matéria, no susto, o velho foi por pouco. Para eu chegar a este ponto ou tenho que estar numa fase muito AWAY ou realmente ser pega de surpresa com o tipo de avaliação empregada.
Vou dar uma exceção para o exame do CRC que eu admito que estudei muito pouco, não me esforcei mesmo, preguiça total mas (claro) que me arrependi depois e tentei correr atrás do prejuízo no último minuto do segundo tempo. Por isso, não empurrem com a barriga os estudos, no fim você sempre se arrepende (rsrs).
Enfim, voltando ao assunto. Você tem um tempo para se preparar para as provas e avaliações mas sempre tem aquele que te liga no final do prazo ou quer sentar coladinho para dar uma mamadinha na sua prova, sic.
É muito chato este tipo de colega que, ta loco.
Não só em uma pós mas em toda sala de aula provavelmente você verá no minimo um destes tipos:


O PERDIDO - Ele não sabe o que esta fazendo lá nem muito menos como chegou. Não compreende duas palavras que professor fala e logo desistirá do curso, normalmente após a primeira avaliação. Sua graduação foi tão defasada que nem aquele "resuminho" que os mestres normalmente fazem eles entendem.

O FESTEIRO -  Não interessa se tem aula na sexta, sábado e domingo. Se estiver rolando uma Night em algum ponto da cidade ele não pensa duas vezes em ir, já esta lá depois da aula, lógico. O problema é atura-lo no dia seguinte falando sem parar da ressaca, do sono, do quanto a noite foi animada e blá blá blá. Um saco.

O HUMORISTA - Falou de governo - piadinha da Dilma. Falou de grandes aquisições - piadinha sobre a refinaria de Pasadena . Falou de comportamento e decisões - piadinha sobre baiano. E por ai vai.

O INTELIGENTE - Perguntou qual é a raiz quadrada de 1.265.985.658.698, ele vai saber. Acredite.

O INFORMADO - Ele esta sempre antenado sobre as variações do mercado, as últimas decisões políticas, as alterações minimalistas das leis. É uma enciclopédia atualizada 24 horas por dia. Falar sobre qualquer assunto, é com este cara.

O ESFORÇADO - Não é um gênio nem um burro incorrigível. Estes são os velhos mortais que se esforçam nas matérias. Normalmente são os mais calados, quando perguntam algo é referente alguma dúvida ou para dar algum exemplo de situação para confirmar o seu entendimento sobre o assunto.

O USURPADOR - Não presta muita atenção na aula, mexe muito no celular, conversa inúmeras vezes durante a aula e quando percebe que já perdeu o fio da meada do assunto, cola no colega mais próximo para recuperar o ensinamento perdido. É aquele velho colega que te liga em cima da data da prova para "estudarem juntos". Ele quer na verdade uma aula particular para relembrar os temas, isso sim.

O INVISÍVEL - Este não abre a boca para perguntar, falar, resmungar, opinar e se duvidar até para dar um suspiro. É como se ele não estivesse ali e se duvidar até hoje você nunca ouviu a sua voz e se ouviu faz tanto tempo que nem lembra mais qual é o timbre.

Tem mais ideias sobre que colegas você encontra?


Postar um comentário