terça-feira, 6 de maio de 2014

O amor que encontramos nas pequenas coisas


Depois de um dia longo no trabalho, não estressante – apenas longo, fui para casa feliz e faminta. Depois de comer um hambúrguer delicioso que fiz, fui ao mercado escolher os vinhos para a noite e o chips que o acompanharia. Naquela madrugada teríamos chuva de meteoro.
Era madrugada do dia 06 e minha irmã completava mais um ano de vida, seu primeiro aniversário após grandes mudanças em sua vida. Bastaram apenas dois tapetes, dois cobertores, duas garrafas de vinhos, alguns agasalhos para a nossa noite ser linda e perfeita.
A atração era o cometa Halley, não o cometa em si, mas sua calda. Cruzamos seu caminho em média a cada 76 anos e quando isto acontece temos dois espetáculos de chuva de meteoro, a “ida” e a sua “volta”. Ontem pegamos sua “ida” e foi majestoso, sua “volta” será em meados de outubro.
É incrível como nos contentamos com pouco e o quanto este pouco enche o nosso coração de amor e alegria. Escolhemos uma parte da cidade mais afastada para que a claridade não atrapalhasse, com pouquíssimas casas e pouca iluminação pública. Arrumamos nossos tapetes, nos aconchegamos nos cobertores, deitamos e apreciamos durante quase duas horas o espetáculo.
Eu e mais duas pessoas muitos queridas em minha vida deitamos o mais espremido possível para não sentir frio e ficamos olhando aquele céu limpo estrelado com inúmeros riscos no céu graças ao Halley. Entre um doritos e outro, um gole de vinho e outro, alguns papos e outros momentos de completo silêncio, aproveitamos aquele momento singular.
Quando chegamos em nossas camas quentinhas, dei boa noite a quem amo, nos abraçamos e dormimos, não antes de concordarmos que aquela madrugada foi linda. Noites assim quero sempre na minha vida.





Se você perdeu este evento, não tem problema, poderá ver ainda nas madrugadas até dia 08 entretanto o pico foi nesta madrugada do dia 06.
A última vez que o cometa Halley foi visto da Terra foi em 1986 e não entrará no sistema solar novamente até 2061.
Ele foi descoberto em 1705 por Edmund Halley. Edmund Halley previu a órbita do cometa através de observações passadas de cometas, sugerindo que estes avistamentos eram de fato todos o mesmo cometa. Halley é talvez o mais famoso cometa - que foi avistado por milênios. Este cometa é ainda destaque na tapeçaria de Bayeux, que narra a Batalha de Hastings em 1066. Fonte Nasa

Postar um comentário