segunda-feira, 26 de maio de 2014

Espelhos que não refletem



Ao darmos amor, queremos amor. Simples assim, sem truques, jogos ou sombras.
Ninguém se doa esperando receber a rejeição do próximo. Ninguém compra um botão de flor para alegrar o dia de alguém e imagina como resposta um sorriso de canto de boca ou escreve algo realmente sincero e almeja um "hum, legal".
Inconscientemente queremos uma merecida retribuição: uma abraço sincero, olhos brilhando, sentir a satisfação do outro em ver por 3 segundos a nossa vulnerabilidade diante deste sentimento. Entretanto, se ele não vem voluntariamente, o erro é cobra-lo.
É como estar frente a frente com um espelho e não ver seu reflexo, é assim a sensação de demonstrar algo profundo e não ver brotar um único vestígio de emoção.
É gritar para o precipício e não ouvir o eco de sua voz.



Postar um comentário