terça-feira, 5 de agosto de 2014

O bicho chamado ABNT - Dicas 02

Bom dia pessoal! Hoje vou escrever um pouco sobre a ABNT.
Mas o que é ABNT? Associação Brasileira de Normas Técnicas. "Hum, entendi". Não entendeu, não. A ABNT não fala só das normas de formatação de trabalhos oficiais (apesar da grande maioria achar ou arremete-lo apenas a isso). Esta associação foi fundada em 1940 e ela é a responsável por definir as bases necessárias para o desenvolvimento tecnológico do Brasil, além de ser a representante oficial no Brasil do ISO (International Organization for Standardization), IEC (International Eletrotechnical Comission); e das entidades de normalização regional COPANT (Comissão Panamericana de Normas Técnicas) e a AMN (Associação Mercosul de Normalização). Se você quiser conhecer a história a fundo da ABNT, eu indico este link aqui que é do próprio site da ABNT
Praticamente todo mês eles publicam atualizações sobre as normas já existentes ou inclusão de uma nova. Aqui você tem acesso a todas elas. Só para compreender melhor o drama, existem mais de 200 normas da ABNT. "Qual eu olho então jesuizzz!?". Calma, te darei uma luz.
Aqui você terá acesso ao catálogo da ABNT, é só colocar o tema que eles te darão todas as normas que abordem a mesma. Mas como nosso objetivo são trabalhos acadêmicos, segue abaixo quais são:



O problema é que você só consegue "baixar" o arquivo se você for associado (puft), ou compra-lo (em média 35,00 reais). Chato, muito chato. O jeito é: com as normas específicas já em mãos, partir para a pesquisa desenfreada e dar uma rezadinha para ver se encontra o arquivo, por ai, pairando nesta imensidão cibernética.
Mas nem tudo esta perdido. Uma das soluções que proponho é prestar a atenção na aula de TCC que normalmente o professor passar quais são as principais regras que devem ser seguidas da ABNT junto com as regras da IES. Pasmem, mas o meu trabalho foi praticamente 90% formatado com minhas anotações dessas aulas. Os outros 10% dou os créditos a internet e seu conteúdo sem fim.


Apresentação de todos os tópicos que deverão conter o trabalho, entre obrigatórios e opcionais.

Vamos ao que interessa: As regras gerais normalmente seguidas pelas IES.


Com relação a folha e tamanhos de letras e parágrafos:
  • Tamanho do papel: A4 (21,0 cm x 29,7 cm);
  • Margens: 3cm superior e esquerda, 2 cm inferior e direita. É só lembrar que em cima irá a paginação e a esquerda a encadernação, justificando então estas medidas.
  • Cor da fonte: preta em todo o trabalho; Muito óbvio mas, vai saber
  • Tamanho da fonte do corpo do texto: 12 pts; Aquela sacada de colocar a letra maior para ocupar mais espaço não cola aqui neeeeeeeeem f****do.
  • Tamanho da fonte de 10pts para: ÚNICAS exceções.
    • Citações longas;
    • Notas de rodapé;
    • Legendas;
    • Paginação.
  • Espaçamento entre linhas 1,5 para todo corpo do texto e de 1,0 (simples) para:
    • Citações diretas (mais de 3 linhas);
    • Notas de rodapé;
    • Legendas dos elementos especiais (gráficos, figuras, quadros e tabelas);
    • Referências Bibliográficas.
  • Recuo de primeira linha dos parágrafos: 2 cm. O recuo da primeira linha vai de IES para IES.

Dicas gerais:
  • Títulos e subtitulos são separados dos textos que os precedem e os sucede por 1 espaço de 1,5. Mas isto vai de IES para IES. Da minha graduação mesmo era 2 espaços de 1,5 para o texto que o precedia e 2 espaços de 1,5 para o texto que o sucedia;
  • Normalmente o destaque deste é feito em negrito. Também vai de IES para IES;
  • Precedido com elemento numérico também depende. Na minha graduação podia colocar apenas 1 ANÁLISE INTRÍNSECA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS, por exemplo. Nada depois da numeração, como você deve ter percebido;
  • A paginação deve estar no canto direito superior e deve começar a aparecer apenas nos elementos textuais. Cuidado, eu escrevi aparecer, porque quando você configurar isto, a página onde começa vai ser uma numeração maior que 10 (devidos as diversas capas, contra capas, sumário, dedicatória, etc etc etc);
  • Logo, as páginas pré-textuais são contadas, porém, não numeradas ;
  • Títulos que não recebem numeração:
    • Agradecimentos;
    • Sumário;
    • Resumo;
    • Referências;
    • Listas (são os sumários para as tabelas, imagens, gráficos);
    • Apêndices e Anexos.


E as citações? Vamos lá!
  • Longas Diretas com mais de 3 linhas: Recuo de 4cm da margem esquerda, não podem estar em itálico, não podem ter aspas, tamanho 10, espaçamento 1,0 entre a escrita da citação e, espaço de 1,5 antes e depois do texto que o precede e o sucede. Ao final da citação, entre parênteses, deve constar nome do autor, ano e página. Ex: (IUDÍCIBUS, 2006, p.22).
  • Curtas Diretas menos de 3 linhas: elas são apresentadas no meio do texto, porém com aspas no seu início e no fim. O nome o autor deve ser citado normalmente, colocando entre parênteses o ano e página da citação direta curta. Exemplo: Para Silva et al (2012, p. 212). Tamanho da letra será o normal do texto (12) e o espaçamento também (1,5).
  •  Indireta: na indireta você escreve o que o autor explica porém com suas palavras, entendimento. Sua menção é feita quase igual a direta curta, porém não menciona a página. Exemplo: Para Silva et al (2012) as demonstrações contábeis são de extrema importância para a tomada de decisão tanto dos usuários internos quanto externos da organização.
  • o et al  é uma forma de abreviar os nomes dos autores quando são mais que dois. Então coloca-se o nome do principal (que na verdade é o sobrenome) e após et al, em itálico mesmo. Ista expressão já diz que são mais que três autores.

Ainda tem vários detalhes que vou descrevendo aos poucos porque se não ficará um post extremamente longo. Então terá O bicho chamado ABNT - Dicas 02 ou até 03. Assim vou montando as explicações com exemplos.

Super Dica de hoje que perdi a fonte de onde li. Se alguém souber, me passem para colocar  :)
O “Monografando” é uma ferramenta que permite ao usuário escrever seu trabalho enquanto o mesmo é editado dentro das regras de formataçãoDisponível para download gratuito, o software apresenta um layout simples, no estilo formulário, onde basta preencher os campos obrigatórios, como nome dos integrantes do grupo, do orientador, capítulos e palavras-chave e então terminar a montagem básica do trabalho. Depois é só completar com a dissertação.
É importante a gente destacar que algumas universidades possuem certas regras próprias de formatação. Ainda assim, o Monografando ajuda bastante no momento de organizar o artigo acadêmico.

Algumas fontes que utilizei para este Post: Aqui, aqui e minha Monografia =P

Postar um comentário