quinta-feira, 21 de agosto de 2014

O Bicho chamadO ABNT ² - Dicas 03

 
Formato das especificações das folhas do trabalho

Seguindo este tema tenebroso que tira o sono de qualquer um na hora de realizar trabalho acadêmicos, sejam eles de conclusão de curso, tese ou apenas um artigo científico; desta vez apresento umas dicas achadas no site Administradores muito úteis.

Uma situação que me deparei muito no meu segundo trabalho acadêmico foi achar aquela explicação perfeita dentro de outro trabalho em que eu estava lendo e utilizando como fonte. De duas, uma: Ou você tenta achar o arquivo citado nesta produção que você estava consultando (para inclui-lo também já que identificou-se mais com o trabalho) ou, faz uma citação da citação. Oi? Calma lá, explico melhor.

Citação de citação
É a transcrição de uma citação existente em uma obra consultada. Só deverá ser feita quando for impossível consultar a obra que contém o texto original da citação e deve ser destacada por aspas simples.
No texto: Citar o sobrenome do autor do documento não consultado, seguido das expressões: citado por ou apud, e o sobrenome do autor do documento efetivamente consultado. Exemplo:
Marinho¹ (citado por Marconi e Lakatos, 1982), apresenta a formulação do problema como uma fase de pesquisa que, sendo bem delimitado, simplifica e facilita a maneira de conduzir a investigação.

- No rodapé: Mencionar os dados do documento original (não lido). Esta referência não fará parte da lista no final do trabalho com indicação da bibliografia e sim o autor lido que fez esta menção.Exemplo:
__________________
¹ MARINHO, Pedro. A pesquisa em ciências humanas. Petrópolis Vozes, 1980.

Fácil né ?!
Agora algumas ponderações que talvez você ache óbvias mas, acredite filho, sempre tem um que da um de João sem braço e só faz merda:


Plágio
Esta questão é muito importante e devemos lembrar que o plágio é crime contra a propriedade intelectual!
No Código Penal em vigor, no Título sobre Crimes Contra a Propriedade Intelectual, há a previsão de crime de violação de direito autoral, diz o artigo Artigo 184: "Violar direito autoral: Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa".
Portanto, a cópia de internet de trechos ou do total de sites que caracterizarem "copiar e colar" é considerada plágio e o trabalhos poderão ser desqualificados.
Além de seguirmos as regras da ABNT, a questão da violação de direitos autorais através de plágio na internet é muito séria... Apesar da facilidade de alcance de informações com a popularização da internet e a democratização ao acesso à informação, não se pode negar que seja essa uma importante fonte de informações. Mas deve-se ter muito cuidado com o chamado e reprovável "recorta e cola"!!!
Concluindo: todos os parágrafos, conceito, argumentação, definição, fundamentação teórica deve CONTER a referência. O ideal é evitar tantas referências diretas se não seu trabalho vai parecer um grande compilado de autores sem um parágrafo conciso de suas próprias palavras; então prefira as indiretas que é aquela que você escreve com suas palavras a ideia do autor (sem esquecer a referência depois.

Postar um comentário