quarta-feira, 25 de março de 2015

Yes, I can



Daí eu acordei muito feliz com a vida porque, né, ela esta sendo super gentil comigo. Eu estou trabalhando no que sempre quis, ta certo que gostaria que meu salário fosse dez vezes mais, não para tanto, duas estava bom. Papis ensinou a não ser gulosa, ter paciência e que quem acredita sempre alcança (música mesmo).

Nessa tolice de acreditar que lutando = chego lá, a otária aqui faz trocentas coisas ao mesmo tempo porque amigos tempo eu tenho pouco. Idade esta chegando e não to afim de ser trintona na casa dos pais, a água esta batendo na bunda literalmente. Daí começa o MIMIMI que sempre de vez em quando aparece por aqui, geralmente quando a coisa esta começando a feder, de verdade.



 
Eu, mais ou menos assim no fim de cada dia.



Eu trabalho muito, muito, tipo muito mesmo. É ridículo eu chegar a colocar tantos muitos mas quero enfiar na cabeça de vocês que estou trabalhando igual a mula emprestada, 44 horas semanais da-pra-porra-nenhuma. Sinto vontade de hibernar final de semana no escritório e trabalhar na santa paz de deus mas então lembro que tenho família, amigos, um namorado e outros compromissos que custam dinheiro. E é do meu bolso. Não, estender 7 dias por semana o trampo não rola. Solução? Estender horário durante a semana e no mínimo trabalhar no sábado e feriados que estão por vir. Aô Rio Grande, aqui trabalha demaaaaaaaaaaaas.

Outra coisa, eu sou uma pessoa legal mas estou 100% certa que no trabalho não sou. Ninguém gosta de mim, mimimi. Mentira gente (no máximo 2). Se bem que não faz meu perfil trocar figurinhas no escritório, chorar minguas sobre problemas familiares, financeiros e psicológicos. Por ser tipicamente na minha e não oferecer ombro amigo a qualquer cara torta que aparece por aqui, as pessoas obviamente não me procuram para conversar. Haha

Não gosto de misturar as coisas: trabalho e amizades. Claro que gosto de fazer amizades onde passo todos os dias da semana, acontece que estas amizades não entram para o rol das melhores amizades. São poucas, sacou? Pelo simples fato de ser na minha, de boa na lagoa. Mas se rola aquela sinergia louca, sim, tenho grandes amizades que começaram no ambiente de trabalho. Isto incluí onde trabalho hoje.



Já escrevi que comecei a fazer inglês. WHY? WHY? WHHHHHYYYYYY? Não me perguntem porque resolvi entrar nessa na etapa final de fechamento de balanço E pós graduação. Bati a cabeça em algum lugar que obviamente não me lembro. Quase que uma sadomasoquista mas de tarefas, se eu não estiver fazendo as tripas de coração não é a Carol que habita este corpo. Alienígena.

Bueno, estou feliz da vida indo uma vez por semana por duas horas seguidas aprender inglês (de novo). E só. E só isso obviamente não basta, não vou aprender coisa nenhuma, nem pedir pão seco na Irlanda não sairia. Precisa de mais dedicação, estudar mais em casa revisando as lições, vocabulários e blábláblá. Senti na pele o que é estar ficando para trás na turma e sinceramente ser a última não é muito a minha cara, então espremo nos meus horários mais estudos de inglês e até que esta dando algum resultado. Claro que quando me livrar da pós poderei me dedicar com mais fervor, por enquanto vai meio termo com um D+1 que ta de bom tamanho.



E resolvi parar por aqui porque o muro das lamentações não é na Bahia.



Da dez pra mim vida, to me esforçando  :D
Postar um comentário