segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

E o que Realmente valeu a pena?

Em algum momento da sua vida já se privou de demonstrar todo o afeto que sente por alguém? Não precisa ser necessariamente um companheiro (a), falo no geral, amigos(as), família e afins.  Não me recordo de ter comentado aqui de que eu cresci muito sozinha, na infância da infância.. (rs) Minha irmã (que amo de paixão) tinha uma vontade louca de me matar então por precaução minha mãe me deixava sozinha dentro de um quatro com vários brinquedos e, quando estava com o braço engessado, com uma babá. Ou algo mais ou menos por ai, a ordem não altera o resultado.

Logo um pouco mais crescida sempre tive muita facilidade nos relacionamento humano, ou seja, uma pessoa tranquila Se é pra jogar conversa fora com uma desconhecida, desde que seja uma conversa agradável, por que não? Assim fiz muitas amizades que se mantêm até hoje. 

O que estou tentando escrever é que eu, particularmente, dou muito valor ou tento dar o seu merecido valor as pessoas que amo seja a um nível familiar, amigável ou de amor por outra pessoa. Mas, em alguns momentos não sinto uma segurança tão grande em expressar esse sentimento por tantos motivos imbecis que, me machuca. 
É como se você pudesse dar o mundo nas mão de alguém (coisas que pra você significam muito) ter vergonha de dizer e ao mesmo tempo sentir medo disso não deixá-la feliz. Não ser o suficiente, o bastante ou ser recebido com um  simples:  "ah ta, obrigado. Gostei".. 











______________________________________________________________







Sobre o Concurso que estou participando, ganhei o Miss Fotogenia, uma das premiações a parte que tem. Por escolha de dois fotógrafos da cidade  ^ ^

Postar um comentário