quarta-feira, 8 de julho de 2015

True Detective [2]



Eu já fiz alguns post sobre esta série. Apresentei sua música de abertura, sua trama e os comentários sobre a segunda temporada. Pois bem, aos que amam sentar na frente da Sky e acompanhar séries boas (não serei filha da p*** em dar spoiler, relaxa) iniciou já a segunda temporada de True Detective e esta muito foda bom :)

Se você não assistiu a primeira temporada, relaxa², porque a sequencia não tem nenhuma relação com a primeira. Mas se você esta curioso sobre o assunto da primeira temporada que cravou a necessidade de dar continuidade a esta série é só clicar abaixo. O assunto principal é: serial killer.

[Vício chamado Séries HBO!]


[True Detective]

 

Sinopse:



Tudo começa com a morte de um político e não é qualquer morte, é um assassinato meio bizarro. Devido a sua influencia e acontecimentos recentes, este fato muda a vida de muitos da cidade industrial de Vinci. Tudo se passa na Califórnia.
Para investigar este caso que envolve muito mais do que um cadáver e um culpado, temos jogos políticos, comerciais, conspiração e traições; juntam-se: 
  • um policial rodoviário, ex-soldado que esta na cara que tem problemas sérios com o período que serviu ao exército, e muito bonito por sinal; 
  • um detetive de Vinci que esta longe de ser um exemplo de pessoa. Corrupto, perturbado por eventos do passado e alcoólatra, ele da um charme e um Q a mais nos fazendo questionar "e se você com sua família, não faria a mesma coisa?";
  • uma detetive de Ventura (cidade viziinha). Cheia de marra, correta e do tipo que ninguém se mete a besta com ela, também possui um passado não muito claro e as brechas deixadas fica bem notório que não foi nada legal. Viveu quando criança em uma comunidade meio riponga com os pais, ela e mais quatro crianças.
  • E paralelamente, um criminoso das antigas que esta para perder tudo no momento que decide montar um negócio legítimo com o político que do nada é morto.
A trama expõe nitidamente que todos tem demônios do passado que os amedrontam, questões mal resolvidas, situações bizarras e traumáticas. Junta tudo isto, o que já da uma bomba bem interessante, com a morte de uma pessoa do meio político que também tinha uma segunda vida paralela aquela exposta a sociedade.
Com certeza tem muito que ser desvendado nesta segunda temporada.

Colin Farrell é Ray Velcoro, o detetive corrupto de Vinci. Rachel McAdams é Ani Bezzerides, detetive de Ventura County Sheriff. Taylor Kitsch interpreta Paul Woodrugh, o veterano de guerra e policial rodoviário que patrulha a Rodovia da Califórnia. Vince Vaughn será Frank Semyon, o criminoso que estava começando uma vida mais "correta".

Vamos a música de abertura. 
Inicialmente foi divulgado este vídeo promo, do qual eu e outras tantas pessoas acharam que seria a música de abertura. Não muito boa quanto a da primeira temporada MAS, estava no clima. Música The Only Thing Worth Fighting For de Lera Lynn


Então todos nós imaginamos esta música com uma explosão de imagens inspiradoras que faz você entrar no clima. Igual a primeira temporada. Vamos relembrar? Música Far from any road, do duo The Handsome Family


Mas então somos recepcionados com esta música e com esta abertura abaixo. Música Nevermind, de Leonard Cohen.


Então ficamos meio perdidos.  Mesmo com esta sensação de que faltou alguma coisa alí, fui pesquisar sobre esta abertura e foi AÍ que as coisas ficaram claras.

O negócio da letra da música é que exatamente como se fosse um assassino falando. Na letra ele vai dizendo coisas como "A guerra está perdida... O tratado Assinado... Eu não fui pego... Eu cruzei a linha... Embora muitos tentaram... Eu vivo no meio de vocês... Bem disfarçado... Eu tive que deixar... Minha vida para trás... Eu cavei algumas sepulturas... Que você jamais vai achar... A história contada... Com fatos e mentiras... Eu tenho um nome... Mas não importa...".

Daí se você pegar a letra e olhar as imagens que são mostradas nela exatamente no momento em que elas são faladas, aí sim a coisa parece sincronizada. Por mais que não seja muito melódica a coisa, a sincronia fica não nas batidas da música, mas sim nas falas. Isso também faz começar a se suspeitar de alguns personagens. Fonte

E aí, ficou curioso? Quer acompanhar mais de perto? Então corre que esta passando na HBO e já passou apenas 3 episódios, da tempo de recuperar ainda o tempo perdido.
Tem também Instagram do True Detective e página no Facebook. Segue e curte para ter notícias de primeira mão. Não esquecem de seguir também meu Instagram CBREDLICH

Extra:
Eram cinco crianças na comunidade. Duas estão presas, duas cometeram suicídio e a quinta virou detetive. Será que tem muita coisa a ser explorada?
Postar um comentário