quinta-feira, 21 de junho de 2012

Penúltima etapa

Visão da minha humilde janela

Hoje o dia amanheceu lindo, nublado e fresco. É mais um dia daqueles que você deseja profundamente que estivesse de férias do seu trabalho só para curtir um pouco mais a sua cama e a companhia que esta te oferece. Um banho quente para acordar ou dar mais vontade de dormir.
Para mim, mais que uma simples quinta-feira nublada, este dia também é o penúltimo do meu penúltimo semestre. Entendeu?
É pessoas, depois de vários anos começo a sintir o cheio do fim se aproximando e o sentimento de dever cumprindo. Levando comigo a posição da terceira da família geral a se formar e a primeira da minha família direta. Eu pensei em escrever o quanto foi trabalhoso, demorado e cansativo, mas isso todos já sabem, ainda mais quando se associa a obrigação de trabalhar durante todo o dia e a noite estudar. Sim, isso é para poucos mesmo! Conseguir se dedicar de forma satisfatória nos dois não é fácil.
Neste penúltimo semestre já comecei a elaboração do meu TCC e concluí, no caso, o projeto de pesquisa dele. Continuei na saga do estágio e seus intermináveis relatórios e como eu já esperava, acabei não me dedicando as demais matérias e só, literalmente, passei por elas. Ruim pra mim, fazer o que ...
Ah, desisti de ir pra a Alemanha por causa da faculdade. Fiquei murchinha mas, tem a elaboração da monografia e por mais que sejam apenas 10 dias no exterior há ainda os dias do deslocamento para POA e afins. Dinheiro para a formatura também, então vou esperar ansiosa o próximo projeto da Unijuí de ir para lá  =/
Não sei se cheguei a comentar também que este ano eu voltei a participar do Desafio Sebrae. A tema deste ano é fruticultura e mexeremos com linha de produção, venda e serviço. Já aconteceu a primeira rodada e até agora esta tranquilo. Além do certificado de horas que é absurdo de grande, tem uns prêmio legais para quem chega as finais estaduais, inclusive uma viagem para o exterior par os grandes ganhadores  =]


Com o fim da graduação, meus longos planos de independência estão mais próximos. Os concursos públicos que almejo e uma mudança de cidade ou até de Estado. Não vou negar, estou com um frio na barriga e é imenso. Não por família e amigos (desculpa pessoas mas, é que vocês eu sei que sempre os terei, estando perto ou longe), mas por outras coisas que não se desabrocharam completamente e justamente por não ter concluído o seu ciclo eu não sei o que vai acontecer. Sera que tudo o que tem a contribuir é isso que está na minha frente e acabou (e francamente acho que seja realmente só isso   :S     ),  ou se tem algo bom e (muito) legal. Ai vem a encruzilhada: E se eu deixar para trás algo que pode se tornar muito importante pra minha vida? Mas, e se deixar de seguir meu caminho por algo que não ... se empenha? Ou no fim não possuí os mesmos ideais que eu... 
Aaaah meus 23 anos, você já esta me deixando louca.


Postar um comentário