sexta-feira, 29 de maio de 2015

Lily Allen, casa comigo?

Para antecipar sua leitura o título não tem nada a ver com o assunto do post. Na verdade, eu nem sei bem o que vou escrever aqui hoje.
Acho que vou começar pelo meu consumismo desenfreado por livros. Comprei semana passada oito livros. O-I-T-O livros, isto é demais para o meu bolso apesar dos parcelamentos infinitos que faço. Exagero, não sou tão pobre assim mas isto não diminui a minha consciência pesadérrima agora.
Tentei localizar algum "achado" no meio de tantos títulos mas tudo parecia mais do mesmo, aff. Então parti para os livros meigos, aqueles fofos com frases legais que te fazem pensar que a vida é de FATO boa. Achei um ótimo e apesar de não ter recebido ele ainda já estou amando:


Aí, como eu sou uma pessoa mais ou menos SE AFASTA PORQUE ELA VAI EXPLODIR DE ESTRESSE resolvi comprar mais um livro meigo, um de pintar é claro. Todo mundo tem um e eu queria ter o meu. Será a minha tentativa de arte ou qualquer coisas que seja, ou o que vá virar. Mas não basta pintar porque Carol não é Carol se não for do time do contra, então eu queria algo diferente e achei este aqui ó:

Gatos!
 O mundo poderia ter só gatos.

Acontece que eu comecei a escrever esta tentativa de post a quase uma semana e sinceramente não tá dando muito certo né, mas zanzando na net achei uma coisa linda, uns vídeos sensacionais: gurias falando sobre feminismo abertamente, aceitando e compreendendo que esta mundo esta uma bosta machista e que ele deve SIM ser mudado. Chorei flores. aqui, aqui e aqui são só alguns exemplos.
Temos vontades, desejos e direitos tanto iguais como o de um homem. Feminismo é igualdade. Não é superioridade, não é poder, não é nada disso. É   I-G-U-A-L-D-A-D-E!

Lembrando de igualdade me leva a Lily Allen e as letras de suas canções: os estereótipos que as MULHERES estão fadadas a passar por esta vida.
Olha: eu não sou obrigada a casar, não sou obrigada a ter um corpo sarado para agradar olhos de terceiros, não sou obrigada a ouvir que abre aspas não ter um relacionamento "promissor" estando perto dos 30 te faz uma fracassada fecha aspas e, outras coisas do tipo.
O melhor dos comentários sempre ficam para a vida íntima da pessoa porque né gente, passou de cinco a sete companheiros sexuais de alguma forma isto faz de você uma pessoa lixo, sem valor e por ai vai. Super de acordo, onde já se viu! (sarcasmo, #pelamordedeus)
Não se esqueçam que ter mais de três anos de namoro e não estar com data de casamento marcado te faz ser uma mulher que "esta sendo enrolada pelo cara, otária". Tem aquelas que não podem colocar a cara para fora de casa sem o namorado/marido porque É-UM-ABSURDO mulher sair sem seu companheiro a tira colo. Só para fechar, homens não são bolsas que temos que carregar para todos os cantos. VRÁÁÁ.
Se seu namorado acha que você não pode sair sem ele, troque de namorado. Ou melhor, fique sozinha porque ultimamente o nível de machismo disseminado nesta geração esta transbordando tanto que até preguiça dá de namorar. Entre ter um babaca e ser só, prefira um livro e o ronronar do seu gato.

Isto tudo me revolta tanto! Alguém me explica por qual razão temos que passar por isto? Somos julgadas por nossas roupas, por nossas decisões, pelos nossos cabelos, pela quantidade de estria e/ou celulite, idade, profissão, cor, peso... ARGH.
Para finalizar fica com uns clipes da Lily para você repensar o que passamos. Quem sabe admite que no fundo você também é feminista.

 

Postar um comentário