sexta-feira, 18 de setembro de 2015

[#Antesdos30] Tu tô tentando, juro juradinho...

Antes de completar 25 anos fiz um monte de postagem de coisas que temos que ter plena consciência para ser uma pessoa decente e que tenha algum futuro nesta vida e você pode achar na #Antesdos25. Pois bem, passados todos estes meses, estou com o pé na casa dos vinte seis e confesso (acho que de novo porque já escrevi isto aqui) que bate aquela deprê. Então decidi mudar de fato, mas esta mudança não começou exatamente de agora... Enfim, serão coisas que estou fazendo a algum tempo, buscando fazer, aprender e mudar tudo por um bem maior: satisfação pessoal em todos os aspectos da minha vida. E hoje o foco é sobre os bacons que me acompanham.
Tem um tempo e para ser exata a um mês, que decidi cuidar mais do meu corpo. Vinte e seis esta quase pulando a janela da minha casa para se instalar de vez e com a chegada de mais um ano de vida a gente para e pensa "que tanto de porcaria estou comendo Jhesuzzz cry!!!" Bate o desespero.
Então resolvi mudar algumas coisinhas na minha vida - apesar de não estarem dando aquela diferença em relação a peso até o momento - mesmo assim sinto que estou no caminho certo. Acendam suas velas porque a Carol decidiu ser mais saudável , de novo, mas juro que desta vez é de VERDADE!

Não mudei muitas coisas drasticamente, mas o que posso dizer foram meus passos iniciais:

1 - Cerveja. 
Acho que o pior é parar de beber álcool. A boa e velha cerveja gelada naquela noite tranquila ou no sábado quente da Bahia. Cortar 100% a cerveja eu não consegui mas, reduzi bastante o consumo eeeeeeeeeeee sempre que tenho a possibilidade troco por outra bebida, como vinho por exemplo.
2 - Procurei uma atividade física que eu não desistiria depois de três meses hahaha.

Academia é muito chato. Chato pra burro e no inicio eu até ia com empolgação e determinação pensando "desta vez vai!". E foi, foi eu indo pra lanchonete comer um X porque parecia que quanto mais eu tentava frequentar aquela desgrama mais vontade eu sentia de comer, e comer porcaria mesmo. AFF. Já tive muitos períodos em academias mas todas elas não passaram de quatro meses; estava na cara que puxar ferro, andar de esteira e de bicicleta dentro de quatro paredes com um monte de gente bombada olhando a minha falsa magreza feat celulite e baconzitos em algumas partes do meu corpo não era minha praia. Foi quando me indicaram algum tipo de luta como box e muay tay, por exemplo; gostei da ideia e fui fazer uma aula experimental. Curti a coisa - não apenas porque posso socar alguma coisa - mas devido todas as aulas serem completamente diferentes. Além de termos muitos exercícios aeróbicos sem parafernálias e coisas do tipo, tem muito o lance da disciplina, respeito e afins. Estou no muay tay a um pouco mais de um mês, são três aulas na semana mas infelizmente consigo ir em apenas duas devido ao terceiro dia ser no mesmo horário que meu inglês. Faltei até hoje apenas nas seguintes situações: Chico e gripe.  

3 - ZERO refrigerante.

A dezessete dias atrás uma amiga de redes sociais compartilhou sua meta de ficar um mês sem refrigerante. Quando li a determinação dela de parar de beber refri, uma bebida completamente inútil para todos nós, decidi que também poderia fazer isto por um bem maior: parar de consumir tantas besteiras desnecessárias. Existe besteiras necessárias? Enfim. Entrei na onda e na primeira semana do "desafio" me reuni com minhas ex-colegas de faculdade para comermos pizza (oh Lord) e de acompanhamento refrigerante. Já no terceiro dia enfiei o pé na jaca e senti tanta frustração depois - poxa vida só tinham se passado três dias da minha decisão de parar de beber refri e lá esta eu bebendo refri. A consciência pesou e decidi de verdade encarar este desafio. Esta semana, a amiga de redes sociais compartilhou que estava completando 15 dias sem refrigerante; eu como burlei minha própria meta no inicio estarei completando 15 dias sábado. SIMMMM estou firme e forte! E olha que já tive noites de "jantas gostosas que pedem um refri" e mesmo assim dispensei a bebida.
4 - Uma ajuda extra.  
Ouvi falar que celulite é um demônio em forma de gordura. Não adianta apenas ter uma alimentação legal (sinônimo saudável na medida do possível, se dando direito para aquele pedaço de pizza no domingo) e malhar na sua humildade duas ou três vezes na semana que ela continuará ali, esperando aquela sentada ou cruzada de pernas para aparecer. São umas filhas de uma égua mesmo. Foi quando me falaram do quanto retemos líquidos e etc etc etc etc etc etc etc. Enfim, fiquei na preguiça mesmo de pesquisar ao certo sobre massagem linfática para escrever aqui mas o fato é que o paranauê é bom (e muito doloridoooo, jesus) e até as musa fitnexxxxx de Lem fazem então, se elas que malham todo santo dia tiram um tempo para este detalhe, pobre coitada de mim - bora testar esta tal massagem - e cá estou eu indo na semana que vem para minha terceira consultinha. Alguns observações:
    1. Dói;
    2. As únicas etapas relaxantes é quando passa pelo pé, pela panturrilha, braços e costas porque não tenho "aquééééla" gordura acumulada. Dou até uma agradecida aos céus porque o tortura que é o resto do corpo;
    3. Dói;
    4. É caro e tive que rodar a cidade inteira para achar alguém com boas referência feat preço camarada;
    5. Dói
    6. Normalmente fecha pacote com 10 massagens;
    7. Os cremes (que não me perguntem quais são) são cheirosos que só;
    8. Já escrevi que dói?
    9. Percebi que as regiões que tenho cá minhas gordurinhas localizadas estão bem mais - como diria - moles. Fui pesquisar entre as pessoas que fazem e descobri que é isto mesmo, com a massagem e as parafernálias lá, a gordura é quebrada sendo então mais fácil perdê-la. Não quero dizer que esta massagem emagrece - nãããão é isto - entenderam?
5 - Água, muuuuuuuuuuuita água
Como é difícil beber água né, ta loco. Se tivesse álcool beberíamos o dia inteiro. A muito custo bebo duas garrafas de uns 300 - 400 ml durante o dia! Tá certo que a noite eu sou a chatice em pessoa com meu namorado pedindo água toda hora. A raiva dele foi tanta que hoje ele compra um fardo de água mineral e quando eu chego na casa dele, o querido já leva uma garrafa de água para o quarto.

6 - Gordices de cada dia. 

Deliciussssss
Confesso que é difícil imaginar uma semana sem um Celso Lanches e uma Pizza em Casa. Só de escrever estes dois nomes salivei de lembrar as gostosuras. Enfim, como fazer tudo o que escrevi anteriormente sem cortar as gordices de nada resolve, decidi limitar uma gordice por semana. Ninguém é de ferro né, mas quero resistir a 15 dias. Vou ali acender uma vela.

Como objetivos que quero - ó Odin me ajuda a chegar lá - atingir até o fim do ano:
  1. Não voltar a beber refrigerante, mas nenhum mísero gole;
  2. Parar definitivamente com a cerveja. Ok, ok, eu sei que o certo seria a palavra "álcool" mas vamos com calma, nem todas as bebidas são o demônio como por exemplo o vinho. Tá, eu não sei se isto de fato é comprovado em alguma pesquisa científica russa do quinto dos infernos mas eu, Caroline, não nasci para não beber álcool. Então vou cortar a cerveja e o resto esta liberado. Joínha?
  3. Aprender a cozinhar coisas gostosas que não se encaixam em gordice. Adoro fazer uma macarronada top, com bacon e tudo que tenho direito mas eu tenho que evoluir meus dotes culinários;
  4. Comprar uma bike para dar uns rolê no fim de semana. Amo bike e sinceramente não sei como não comprei uma até hoje.
É isto gente. Não estou afim de me tornar uma extremista no quesito alimentação nem ser uma bombadona malhada. São algumas coisas que decidi de verdade mudar na minha vida e assumir este compromisso de não parar daqui quatro meses como toda as outras vezes. Então daqui 3 meses volto aqui para escrever se estarei firme e forte ou se me autossabotei e continuo na mesma, hahaha.
Postar um comentário