sexta-feira, 4 de março de 2016

[Antes dos 30] 100 anos de mulheres incríveis



O mês de março começa e com ele, especialmente o dia 08, trás a tona nas redes sociais e meios de comunicação um grande tema. A cada ano vejo este assunto borbulhar mais e mais nos site, nos blogs e melhor, ele esta saindo da internet e indo para a televisão. Programas como o Encontro com Fátima Bernardes - não que eu assista - já abordou ele por diversas vezes ainda timidamente mas, levantou o assunto para a discussão e isto é um começo. Discussão saudável, diga-se de passagem.

A real história do dia da Mulher.
A nossa história.
A nossa luta.
Pelo o que lutamos?
Contra quem estamos lutamos?
Cadê o nosso direito?
Por que somos culpadas pela violência que sofremos? 

Emma Watson embaixadora da Boa Vontade de ONU Mulheres, decidiu que 2016 será o ano em que ela ficará comprometida com o feminismo.

“Estar envolvida com o feminismo, para mim, traz a maior libertação que é ver que a mania de me criticar se foi. Tanta energia e tempo (gastos), mesmo de maneiras subjetivas. Tenho 25 anos agora e certamente tem sido um caminho longo desde quando eu tinha 20 anos. Estar comprometida com o feminismo, existe essa espécie de bolha que sai da sua cabeça, na qual estão os pensamentos realmente negativos sobre mim que atingem onde eu posso combatê-los de uma forma muito racional e rápida (...). Vejo muitas mulheres tendo dificuldades com questões de auto-estima. Elas sabem e ouvem isso e leem em revistas e livros o tempo todo que amor próprio é muito importante, mas é na verdade difícil de colocar em prática”.

E deixa um discurso lindo e motivador para as mulheres. Para os homens. Para todos nós.


Mas hoje não é um dia de questionamentos. Todo dia deve ser. 
Todo dia devemos nos levantar e exigir nosso lugar que é de direito. Nosso reconhecimento que é devido, não porque somos mulheres mas sim por que somos CAPAZES. Somos inteligentes, esforçadas, empenhadas e estudadas quanto um homem. Mesmo assim temos que constantemente provar, PROVAR nossa eficiência. E se não somos um dos itens que listei é devido a privação que sofremos. Jornada dupla. Responsabilidade total sobre os filhos sendo que pais são dois: Pai e mãe. Desvalorização salarial só pelo simples fato de ter uma vagina em vez de um pênis no meio das pernas.
Mas hoje não é um dia de questionamentos.

Todos os dias deverão ser.


Esta linha de raciocínio é algo que assumi de verdade. Aceitei. Abracei. Eu sou feminista porque acredito de verdade na igualdade. Ninguém é melhor que ninguém, poxa. É tão difícil entenderem isso?
Sempre me senti fora da casinha como se participasse da clube do contra mas, no fundo, era eu amadurecendo meus ideais. Faz parte de um processo que se iniciou quando estava chegando aos meus 20 anos. Hoje sinto quem eu sou, o que eu quero e pra onde eu quero ir. E o principal, o que eu não quero na minha vida. Como me fazer ouvir e dar um chega pra lá nas situações e pessoas alienadas com seus machismos diários revestidos de piadas e "você não tem humor".

Porém, hoje eu trouxe um vídeo. Não só mais um vídeo entre milhões de outros. Este é um vídeo produzido pelo YouTube sobre mulheres exemplares como forma de inspirar a próxima geração de ícones femininos. Estas são sete mulheres que lutaram para terem suas vozes ouvidas, aqui representadas por mulheres que ganharam voz no YouTube. E tem JoutJout linda representando nós, Brasil, dignamente.

Dá Play e sinta-se inspirada a se fazer ouvir.


Como você encontrará sua voz? Quem te inspira?
Nunca esqueça seu verdadeiro valor. Nunca esqueça que és grande, mesmo quando fazem de tudo para te deixarem pequenina. Não aceite o que te deixa triste, desconfortável e violada. São outros tempos e nossa voz será ouvida. Se faça ser ouvida.

Acredite no feminismo. Abrace esta causa. Defenda a igualdade social, política e econômica entre os sexos.
Lute pelo seu dia, mulher.

8 de março.
Postar um comentário