sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Love

Acreditar em um sentimento onde muito expressam se ao menos sentir é um pouco ilusionário. É acreditar demais em coisas que ninguém consegue comprovar; só você sabe porque só você vê. Alguns dizem "sim, esta na cara que gosta de você", já outros preferem nem fazer muita força "não tem amor, é tudo sexo, tudo se resume a sexo. Homem sempre trai mesmo estando com a melhor das mulheres". Irônico.
Eu prefiro dizer "tem coisas no relacionamento que só você sabe, só vocês dois vêem e sentem..." Nem contra e nem a favor, bem no meio. O equilíbrio.
Amar é algo tão complexo e simples ao mesmo tempo. É gostoso sentir aquela coisa boba e intensa, quente e aconchegante, tesão e ternura... Tudo misturado e aflorado em uma única pessoa.


Não há meio termo para a vida, não existe meio amor, meia alegria, meio trabalho legal, meia verdade, meia mentira ou mesmo meio amigo. Eu sou do estilo "ou vai ou racha", ou seja sincero ou não chega perto... Melhor, vá para bem longe.
Sentimentos são razões fortes para qualquer atitude, maleáveis com o tempo e intransponíveis quando fixadas. Amor louco, manso, extrapolado... Às vezes nem é amor!
Duvidas sobre mais duvidas. Não saber se o que esta acontecendo é o que você mais quer ou apenas uma passageira paixão. Eu não sei definir amor, e acho que ninguém nunca saberá, mas no que me sinto no direito de escrever é que eu AMO, mesmo não sabendo expressa-lo em palavras. Acho que essa é a parte mais legal... não saber explicar algo sendo que você sempre achou explicação para tudo, acho que isso é amor...
Postar um comentário